Espalhe por aí                  Visitas: 448


04/12/2015 às 07:00:22
Cortar gordura não faz perder mais peso que outras dietas, diz estudo

Estudo concluiu que dietas de baixa ingestão de gordura não geram maior perda de peso
créditos: g1

Dietas com baixa ingestão de gordura não levam a uma perda de peso maior que as outras, como aquelas com baixo consumo de carboidratos.
Essa é a conclusão de uma grande metanálise (estudo que integra os resultados de várias pesquisas sobre uma mesma questão) envolvendo mais de 68 mil adultos. O trabalho, feito nos Estados Unidos, foi publicado na revista científica "The Lancet Diabetes & Endocrinology".
Segundo os especialistas envolvidos no estudo, nenhuma dieta baseada no consumo de proporções específicas de calorias provenientes dos três grupos de alimentos – carboidratos, proteínas e gorduras – funciona a longo prazo.
Sem evidências
O estudo foi liderado por Deirdre Tobias, da Escola de Medicina de Harvard, em Boston, nos Estados Unidos.
"Não há evidências positivas a favor de dietas com baixo consumo de gordura", disse a pesquisadora.

Um grama de gordura contém mais do que o dobro das calorias contidas em um grama de carboidratos ou proteínas, explicou a médica.
"Então, a lógica é: reduzir a ingestão de gordura levaria naturalmente à perda de peso. Mas nossas evidências claramente indicam que isso não acontece."
Tobias e seus colegas fizeram uma revisão sistemática de 53 estudos que compararam a eficácia de dietas com baixa ingestão de gordura a outras dietas – incluindo aquela em que não há restrições.
O objetivo era avaliar a capacidade da dieta com pouca gordura de levar à perda de peso a longo prazo (pelo menos um ano) em participantes adultos.
Os especialistas levaram em conta a intensidade das dietas, que envolviam desde simples instruções em uma folha de papel até programas intensivos para emagrecimento incluindo sessões de terapia, anotações diárias em um caderno e aulas de culinária.
Concluída a análise, os pesquisadores verificaram que não houve diferença na média de perda de peso entre dietas com pouca gordura e dietas com mais gordura.
Cortar a gordura, o estudo concluiu, só é mais eficaz do que simplesmente não fazer dieta alguma.
Além disso, produziu menos perda de peso do que cortar carboidratos – embora a diferença seja muito pequena (pouco mais de um kg), informaram os autores.
"A ciência não endossa dietas com pouca gordura como melhor estratégia para perda de peso a longo prazo", disse Tobias. "Para controlarmos a epidemia de obesidade, vamos precisar de mais pesquisas para identificar melhores abordagens."
O desafio, disse a pesquisadora, é não apenas perder peso, mas mantê-lo baixo a longo prazo.
"Temos de ir além das proporções de calorias vindas de gordura, carboidratos e proteína para discutir padrões saudáveis de alimentação, alimentos integrais e tamanhos das porções", disse Tobias.
"Encontrar formas de melhorar a adesão a dietas a longo prazo, e de evitar o ganho de peso, em primeiro lugar, são estratégias importantes para que tenhamos um peso saudável", concluiu.
Doença Crônica
Márcio Mancini, endocrinologista e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), disse à BBC Brasil não haver surpresas nas revelações do estudo norte-americano.
"Dietas, isoladamente, são inefetivas para a média. Não vou dizer que não se deve tentar, mas a maioria dos pacientes vai necessitar de algo mais."
Na opinião do brasileiro, esse "algo mais" é o medicamento. Segundo ele, a obesidade é um problema crônico, e demanda o uso de estratégias semelhantes às usadas no tratamento de outras doenças crônicas, como o diabetes e a hipertensão.
"Hoje, as diretrizes da sociedade médica americana (para o tratamento da obesidade) são receitar o remédio já na primeira consulta", disse. "Que é o que se faz em tratamentos para hipertensão, por exemplo. Ninguém mais diz, 'reduz o sal e vamos ver como está a pressão daqui a três meses'".
"É remédio na primeira consulta, trata-se de um problema crônico", reforçou.
Médicos do serviço nacional de saúde do Reino Unido – o NHS –, por outro lado, sugerem que outras estratégias devem ser adotadas antes do remédio.
O serviço recomenda, além de dieta e exercícios, que o paciente procure grupos de apoio na comunidade. No Brasil, há os Comedores Compulsivos Anônimos, entre outros serviços de ajuda.

COLUNISTA

PAULO PAIVA

COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA









Destaque

MEC lança Diploma Digital para combater falsificação e diminuir tempo de espera

Expectativa do órgão é de que a partir de 2022 as instituições não emitam mais o diploma físico; economia prevista é de R$ 48 milhões por ano

10/12/2019   17:48:03

Ler Matéria

Os 10 Benefícios da Laranja Para Saúde

Os 10 Benefícios da Laranja Para Saúde

11/06/2017   20:10:56

Ler Matéria

10 benefícios de beber água com limão morna de manhã

10 benefícios de beber água com limão morna de manhã

11/06/2017   20:06:25

Ler Matéria

10 Benefícios do Limão para sua Saúde!

10 Benefícios do Limão para sua Saúde!

11/06/2017   20:03:07

Ler Matéria

Mágicas na Cozinha: como cortar tomates-cerejas em cinco segundos

Mágicas na Cozinha: como cortar tomates-cerejas em cinco segundos

11/06/2017   19:57:54

Ler Matéria

Suco antiestresse ou diurético? 7 receitas para o que você mais precisa...

Suco antiestresse ou diurético?

11/06/2017   19:54:53

Ler Matéria

10 TRUQUES QUE VÃO FACILITAR O SEU DIA A DIA NA COZINHA

Dicas para descascar cebola, alho e batata, para substituir ovos nas receitas e muito mais

27/01/2017   05:29:00

Ler Matéria

Atleta amador precisa de suplemento?

Alimentação balanceada pode resolver

27/01/2017   05:22:43

Ler Matéria



 
   
Cadastre seu e-mail e receba novidades e promoções da Jovem Rio!






  
Copyright © 1998/2015 Todos os direitos reservados!