Espalhe por aí                  Visitas: 67


11/08/2021 às 13:57:49
Após derrota do voto impresso, Bolsonaro volta a criticar TSE e diz, sem prova, que eleição de 2022 não será confiável

Bolsonaro quebrou compromisso feito ao presidente da Câmara de que iria aceitar o resultado caso a proposta fosse derrubada. Ele também mentiu ao dizer que metade dos deputados é a favor do voto impresso.
créditos: Globo

Após a proposta do voto impresso ter sido derrotada e arquivada na Câmara dos Deputados, o presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer críticas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Junto a apoiadores, Bolsonaro também repetiu, sem provas, que a eleição de 2022 não será confiável.

Votaram a favor do voto impresso 229 dos 513 deputados deputados. Por se tratar de uma proposta de emenda à Constituição (PEC), eram necessários no mínimo 308 votos. Outros 218 deputados votaram contra o voto impresso. E 65 deputados se abstiveram ou se ausentaram.

Aqueles que não votam contribuem para a derrubada da proposta, já que dificultam a chegada na marca dos 308. Mas, aos apoiadores, Bolsonaro mentiu ao dizer que metade do parlamento votou a favor do voto impresso e que os 218 que votaram contra e os 65 que se abstiveram ou se ausentaram agiram dessa maneira por terem sido chantageados. "Número redondos, 450 deputado votaram ontem, foi divido. 229, 218, dividido.

Então é sinal que metade não acredita 100% na lisura dos trabalhos do TSE. Não acredita que o resultado no final ali seja confiável.

Dessa outra metade que votou contra, você tira PT, PCdoB, PSOL que para eles é melhor o voto eletrônico como está aí", disse Bolsonaro. Quebra de compromisso Bolsonaro ainda quebrou uma promessa que fez ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Lira disse que Bolsonaro lhe garantiu que respeitaria a decisão da Câmara e encerraria o assunto se o voto impresso fosse derrotado. “Se não passar, há um compromisso do presidente da República – e isso ficou claro – de que cumprirá, de que aceitará o resultado do plenário da Câmara dos Deputados.

É isso que eu espero”, afirmou Lira na noite de terça. Traições dentro dos partidos A votação na Câmara ficou marcada por uma grande quantidade de deputados que não obedeceram a orientação dos seus partidos: 113 dos 448 parlamentares que votaram (25% do total).

COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA









Política

CPI decide sugerir indiciamento de Bolsonaro por charlatanismo e curandeirismo

Senador Renan Calheiros afirma que depoimento de fabricante de ivermectina deixou claro os crimes que foram cometidos

11/08/2021   14:09:29

Ler Matéria

Após derrota do voto impresso, Bolsonaro volta a criticar TSE e diz, sem prova, que eleição de 2022 não será confiável

Bolsonaro quebrou compromisso feito ao presidente da Câmara de que iria aceitar o resultado caso a proposta fosse derrubada. Ele também mentiu ao dizer que metade dos deputados é a favor do voto impresso.

11/08/2021   13:57:49

Ler Matéria

MP da Suíça encontra US$ 5 milhões em contas de Cunha

Presidente da Câmara desiste de viagem à Itália e nega perder apoio

01/10/2015   19:53:54

Ler Matéria

Governo quer economizar R$ 200 milhões com corte de ministérios

Cargos de confiança também serão reduzidos, informou o governo federal. Medida da reforma administrativa sai até final deste mês, diz ministro.

14/09/2015   20:23:07

Ler Matéria

Governo anuncia que vai cortar 10 ministérios até setembro

O corte deverá atingir ainda cargos comissionados, em torno de 22 mil. Ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse que até fim de setembro será feito anúncio oficial

24/08/2015   16:37:12

Ler Matéria

Câmara aprova redução da maioridade penal para crimes hediondos

Votação realizada na noite desta quarta-feira (19) foi encerrada com 320 votos a favor e 152 contra o projeto

20/08/2015   06:50:12

Ler Matéria

Fernando Pimentel institui grupo de trabalho para incentivar desenvolvimento econômico da Zona da Mata

Fernando Pimentel institui grupo de trabalho para incentivar desenvolvimento econômico da Zona da Mata

13/07/2015   06:02:18

Ler Matéria

EUA grampearam telefone de avião de Dilma e assessores, diz Wikileaks

Informação foi divulgada pelo site dias depois de a presidente voltar de viagem aos Estados Unidos, onde estreitou laços com Barack Obama e anunciou acordos bilaterais

04/07/2015   13:49:56

Ler Matéria



 
   
Cadastre seu e-mail e receba novidades e promoções da Jovem Rio!






  
Copyright © 1998/2021 Todos os direitos reservados!