Espalhe por aí                  Visitas: 406


01/05/2015 às 06:56:29
financeiros de Atlético e Cruzeiro

Os dois clubes juntos terminaram 2014 com um déficit de R$ 87,4 milhões, mesmo faturando dois títulos cada um
créditos: o tempo

Que Cruzeiro e Atlético fecharam o ano de 2014 no vermelho, isso não é novidade. O que pode preocupar os torcedores são os gastos e os investimentos que geraram déficit na hora de fazer as contas da temporada que acabou. Os dois clubes juntos terminaram 2014 com um déficit de R$ 87,4 milhões, mesmo faturando dois títulos cada um.
O consultor de marketing e gestão esportiva Amir Somoggi analisou e detalhou os balanços financeiros dos dois maiores clubes de Minas Gerais e elucidou algumas questões importantes.
Déficit. O Cruzeiro aumentou sua conta negativa em 2014. O time celeste chegou a R$ 38,7 milhões de prejuízos. O Atlético teve desempenho pior nesse quesito e teve seu déficit total em R$ 48,4 milhões. No total, entre 2011 e 2014, a dupla mineira acumulou perdas de R$ 245,9 milhões.
Dívidas. As dívidas fiscais dos clubes mineiros também cresceram na última temporada. O Cruzeiro, que devia R$ 50,4 milhões em 2013, passou a marca de R$ 63,8 milhões, um crescimento de 27%. O Atlético retrocedeu e caiu dos R$ 258,8 milhões de 2013 para R$ 234,5 milhões no ano passado, uma queda de 9%.
No total, o Cruzeiro deve R$ 252,9 milhões de reais, um crescimento de 27% se comparados aos R$ 199,9 milhões de 2013. O Atlético também não fica atrás em relação ao aumento dessa dor de cabeça. O Galo chegou a R$ 486,6 milhões, 11% maior do que os R$ 438,4 milhões de 2013.
"O que mais me impressiona é que Cruzeiro e Atlético tiveram juntos um prejuízo de R$ 87 milhões (em 2014), sendo que o São Paulo, sozinho, teve R$ 100 milhões. Ou seja, é necessário ter uma mudança de postura no futebol", ressalta Somoggi.
Gastos. Em relação aos gastos com o futebol, os dois grandes de Minas colocaram a mão no bolso e, em 2014, desembolsaram mais do que em 2013. O Cruzeiro aumentou seus investimentos no futebol em 23%, enquanto o Atlético foi mais longe: 30%.
O clube celeste, que ao todo investiu R$ 157,5 milhões, bem menos que muitas equipes do futebol brasileiro e foi campeão nacional. Para tentar manter o elenco e a qualidade técnica, o Cruzeiro aumentou seus gastos para R$ 193,5 milhões. O Alvinegro seguiu o mesmo caminho. Gastou R$ 146,4 milhões, terminando 2014 com os vencimentos em R$189,6 milhões. Com os custos do futebol sobre a receita, o Cruzeiro cresceu em 87% e o Atlético em 106%, efeito do crescimento do valor para se fazer futebol.
"O Cruzeiro montou o time campeão brasileiro de 2013 com menos do que investiu no ano seguinte. Para manter o elenco e aumentar a qualidade, o time celeste investiu mais, porque isso teve um déficit maior e o Atlético teve um custo maior, e ainda exigiu mais das cotas de TV, coisas que todos os clubes fazem para bancar o futebol e as dívidas", explicou Somoggi.
Receitas. O consultor verificou que o Cruzeiro teve evolução em relação as suas receitas de 2013. Em contrapartida, o Atlético, mesmo com um ano vitorioso, teve uma queda acentuada em suas receitas.
O Cruzeiro terminou 2014 com R$ 223,2 milhões e apresentou um crescimento de 19% se comparado a 2013, quando terminou a temporada com a marca de R$ 187,9 milhões. O fator preponderante para este crescimento foram as bilheterias, que renderam ao clube celeste R$ 85,8 milhões aos cofres azuis, 38% da receita cruzeirense. Em segundo lugar, as cotas de TV, que renderam R$ 66,3 milhões, 30% da composição financeira do clube.
O Atlético encerrou a temporada 2014 com R$ 178,9 milhões, tendo uma queda 21% em comparação a 2013, onde o clube teve R$ 227,9 milhões de receita total. As cotas de televisão deram ao Alvinegro R$ 80,4 milhões, 45% da receita. Em seguida, vem a bilheteria, que rendeu R$ 29,6 milhões, apenas 17%. As negociações de jogadores renderam R$ 1,6 milhão, 1% do lucro do clube.

* Supervisão Cândido Henrique Silva

COLUNISTA

PAULO PAIVA

COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA









Minas Gerais

Primeiro dia de greve dos bancários tem 25% de adesão em Minas

Trabalhadores, que pedem 16% de aumento, rejeitaram proposta de 5,5%; clientes poderão utilizar os serviços via internet ou pelo caixa eletrônico

07/10/2015   05:41:59

Ler Matéria

BALANÇO PARCIAL Pelo menos 28 pessoas morreram nas estradas mineiras neste feriado

O balanço oficial das policiais rodoviárias federais e estaduais só deve sair nesta terça-feira (8); a volta para a casa nesta segunda-feira (7) é bastante lenta principalmente na BR-381 no retorno do Espirito Santo para Belo Horizonte

07/09/2015   17:52:25

Ler Matéria

Operação de feriado nas rodovias mineiras começa nesta sexta

Fiscalização e policiamento serão intensificados nas estradas; objetivo é prevenir acidentes e garantir a fluidez do trânsito

03/09/2015   20:43:26

Ler Matéria

Gás de Cozinha Está em Média R$ 11 Mais Caro em Minas

Primeiro reajuste da Petrobras desde 2002 fará do botijão o vilão da inflação

02/09/2015   08:29:15

Ler Matéria

Correio Braziliense Divulga Matéria Sobre Hospital Colônia de Barbacena

Mais de 60 mil pessoas morreram no maior manicômio do Brasil

22/08/2015   13:40:17

Ler Matéria

Pedágio na BR-040 começa nesta quinta-feira

Motoristas que cruzarem de carro nove das 11 praças de pedágio pagarão R$ 4,60

29/07/2015   17:43:27

Ler Matéria

PM vai utilizar "aviãozinho"

Equipamento deve começar a funcionar em agosto e tem capacidade para tirar 450 fotos a cada 15 minutos e transmitir imagens em tempo real

26/06/2015   05:47:54

Ler Matéria



 
   
Cadastre seu e-mail e receba novidades e promoções da Jovem Rio!






  
Copyright © 1998/2015 Todos os direitos reservados!