Espalhe por aí                  Visitas: 152


01/07/2015 às 06:32:40
Senado aprova aumento de até 78% para servidores do Judiciário

Projeto segue agora para sanção ou veto da presidente Dilma Rousseff. Reajuste será escalonado e concedido de acordo com função dos servidores.
créditos: g1

O Senado aprovou nesta terça-feira (20) por 62 votos a zero projeto de lei que concede reajuste salarial escalonado para servidores do Judiciário. O texto prevê que o aumento – entre 53% a 78,56% – será concedido de acordo com a função exercida por cada servidor.
Pelo projeto, o reajuste será escalonado, de julho de 2015 até dezembro de 2017, e o pagamento será feito em seis parcelas. A matéria segue agora para sanção ou veto da presidente Dilma Rousseff.
O governo era contrário ao projeto devido ao impacto nas contas públicas. Segundo o Ministério do Planejamento, o aumento custará R$ 25,7 bilhões nos próximos quatro anos.
Um requerimento para adiamento da votação chegou a ser apresentado, mas foi rejeitado. Somente a bancada do PT votou a favor do requerimento.
Após ter o requerimento de adiamento da votação rejeitado, o PT decidiu liberar a bancada para a votação do projeto. Como a votação da proposta acabou sendo simbólica (sem verificação do voto de cada parlamentar), os votos dos 13 senadores petistas não foram contabilizados no resultado final (62 a 0).
saiba mais
Servidores do Judiciário pressionam Renan para votar reajuste de salários
Servidores do Judiciário e MPU fazem ato por reajuste na Esplanada
Executivo propõe aumento de 21,3% para servidores do Judiciário
Alguns parlamentares, no entanto, se dirigiram ao microfone do plenário para anunciar suas posições, como Lindbergh Farias (PT-RJ) que afirmou ter votado "sim" ao projeto, e Donizeti Nogueira (PT-TO), que disse ter votado "não".
Durante todo o dia, servidores do Judiciário fizeram manifestação dentro e fora do Congresso Nacional para pressionar o Senado a colocar em votação o projeto de lei que aumenta os salários da categoria.
Em maio, o Supremo Tribunal Federal (STF) chegou a enviar ao Executivo um documento em que defendia a aprovação do reajuste para os servidores do Judiciário. A nota técnica do STF contestou diversos apontamentos feitos pelo Ministério do Planejamento sobre aumentos recentes dados à categoria. De acordo com o texto, os servidores do Judiciário não tiveram reajuste entre 2009 e 2012, ao contrário de outros servidores de formação equivalente em órgãos como Polícia Federal e Receita.
Atualmente, um analista judiciário, com nível superior, recebe inicialmente R$ 8.803,97; um técnico judiciário, de nível médio, R$ 5.365,92.
De acordo com o projeto, o aumento dependerá de dotação orçamentária e autorização específica na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).
Como contrapartida ao aumento salarial, os órgãos do Judiciário terão de se esforçar para reduzir gastos com funções de confiança no prazo de um ano.
Adiamento
O adiamento da votação do projeto chegou a ser colocado em votação após a leitura em plenário de ofícios do presidente do STF, Ricardo Lewandowski, e do ministro interino do Planejamento, Diogo Henrique Oliveira, que afirmavam que governo e Judiciário estavam negociando o reajuste dos servidores da categoria.
No ofício, Lewandowski afirma que "que técnicos do STF estão ultimando tratativas com setores competentes do Ministério do Planejamento acerca do reajuste do Judiciário". Já o ministro interino do Planejamento, afirmou que estava "em negociações avançadas com o STF" a respeito do projeto.
Após a leitura dos ofícios, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), e os líderes do governo no Senado, Delcídio do Amaral (MS), e no Congresso, José Pimentel (CE), apresentaram um requerimento pedindo o adiamento da votação por 30 dias.
O líder do PSOL, Randolfe Rodrigues (AP), criticou a atitude dos petistas. "No ofício do presidente Lewandowski não há um pedido de adiamento. Se houvesse, eu até me daria por vencido, mas como não há, vamos votar o reajuste."
Humberto Costa então subiu à tribuna para defender o adiamento da votação e lembrou que se fosse aprovada da maneira atual "provavelmente" seria alvo de veto da presidente Dilma Rousseff. Costa afirmou ainda que não há "urgência" para votar o projeto, já que o reajuste dos servidores será para o ano que vem.
"Nós votaríamos esse projeto hoje se não tivesse uma negociação em curso. Mas é isso que está acontecendo. [...] O STF apresentou uma contraproposta ao governo que, segundo o próprio ministro em exercício do Planejamento, precisa de apenas alguns ajustes para ser aceita", afirmou.

COLUNISTA

PAULO PAIVA

COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA









Política

MP da Suíça encontra US$ 5 milhões em contas de Cunha Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/brasil/mp-da-suica-encontra-us-5-milhoes-em-contas-de-cunha-17660980#ixzz3nMLr13Is © 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Presidente da Câmara desiste de viagem à Itália e nega perder apoio Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/brasil/mp-da-suica-encontra-us-5-milhoes-em-contas-de-cunha-17660980#ixzz3nMLx7442 © 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

01/10/2015   19:53:54

Ler Matéria

Governo quer economizar R$ 200 milhões com corte de ministérios

Cargos de confiança também serão reduzidos, informou o governo federal. Medida da reforma administrativa sai até final deste mês, diz ministro.

14/09/2015   20:23:07

Ler Matéria

Governo anuncia que vai cortar 10 ministérios até setembro

O corte deverá atingir ainda cargos comissionados, em torno de 22 mil. Ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse que até fim de setembro será feito anúncio oficial

24/08/2015   16:37:12

Ler Matéria

Câmara aprova redução da maioridade penal para crimes hediondos

Votação realizada na noite desta quarta-feira (19) foi encerrada com 320 votos a favor e 152 contra o projeto

20/08/2015   06:50:12

Ler Matéria

Fernando Pimentel institui grupo de trabalho para incentivar desenvolvimento econômico da Zona da Mata

Fernando Pimentel institui grupo de trabalho para incentivar desenvolvimento econômico da Zona da Mata

13/07/2015   06:02:18

Ler Matéria

EUA grampearam telefone de avião de Dilma e assessores, diz Wikileaks

Informação foi divulgada pelo site dias depois de a presidente voltar de viagem aos Estados Unidos, onde estreitou laços com Barack Obama e anunciou acordos bilaterais

04/07/2015   13:49:56

Ler Matéria

Após manobra, Cunha vira assunto na web: "golpista", "rei"

Internautas favoráveis à mudança, porém, parabenizaram o presidente da Câmara e até manifestaram o desejo que ele presida o Brasil

03/07/2015   07:05:34

Ler Matéria

Câmara aprova em primeiro turno nova proposta para reduzir a maioridade penal

PEC diminui para 16 anos a maioridade penal para crimes hediondos, homicídio doloso e lesão seguida de morte. Texto passará por 2ª votação antes de ir ao Senado.

02/07/2015   05:42:34

Ler Matéria



 
   
Cadastre seu e-mail e receba novidades e promoções da Jovem Rio!






  
Copyright © 1998/2015 Todos os direitos reservados!