Espalhe por aí                  Visitas: 305


03/09/2015 às 08:47:47
Cientistas Querem Ensinar o Corpo a Combater a Leucemia

Método conhecido como imunoterapia pode ser a esperança de quem tem câncer
créditos: O Tempo

Miami, EUA. Uma terapia de combate ao câncer que programa as células do sistema imunológico para limpar a leucemia linfoide crônica (LLC) se mostrou eficaz no longo prazo num grupo de pessoas – é o que informa um estudo norte-americano publicado ontem.


Especialistas disseram que o tratamento é a vanguarda de uma área crescente conhecida como imunoterapia, que pode um dia revolucionar a oncologia ao acabar com o uso da quimioterapia.


O tratamento, conhecido como CTL019, foi desenvolvido pelo Abramson Cancer Center da Universidade da Pensilvânia e pela Perelman School of Medicine, que agora reportam os primeiros resultados de longo-prazo num grupo de 14 pacientes iniciais. 


Oito dos adultos envolvidos no estudo (57%) responderam ao tratamento: quatro apresentaram remissão de longo prazo e quatro com resposta parcial, segundo os resultados publicados na revista Science Translational Medicine.



A primeira pessoa a receber tratamento recentemente celebrou cinco anos livre do câncer. Outras duas chegaram à marca dos quatro anos sem qualquer sinal de retorno no câncer. A quarta estava em remissão há 21 meses, e depois morreu de uma infecção após uma cirurgia que não tinha relação com a leucemia.



“Nossos testes com pacientes que vivenciaram remissões completas mostraram que as células modificadas permanecem em seus corpos durante anos após as infusões, com nenhum sinal de células cancerígenas ou linfócitos B”, explicou Carl June, principal autor do estudo, professor de imunoterapia no departamento de patologia e medicina laboratorial da Universidade da Pensilvânia.


“Isso sugere que ao menos algumas das células CTL019 retêm suas habilidades de caçarem células cancerígenas por longos períodos de tempo”.


Como funciona. A terapia experimental é feita a partir das células do sistema imunológico dos próprios pacientes, também conhecidas como células T, coletadas pelos pesquisadores e reprogramadas para procurar e matar o câncer.


Normalmente, o sistema imunológico tenta atacar o câncer mas não consegue, porque é enganado pelas células cancerosas.


As células T são modificadas para conter uma proteína conhecida como um receptor quimérico antigênico (CAR), que tem como alvo a proteína CD19 encontrada na superfície de células B cancerosas.


Depois que as células imunes são coletadas e reprogramadas, o paciente é submetido a quimioterapia para limpar o sistema imunológico antes de receberem as novas células imunes “bombadas”.


O tratamento não funcionou para todos. Quatro dos pacientes (29%) responderam à terapia por uma média de sete meses, mas o câncer voltou a aparecer.


Incógnita

Falhas. Seis das 14 pessoas no teste não tiveram qualquer resposta ao tratamento, e os pesquisadores estão trabalhando para descobrir o motivo.

COLUNISTA

Silas Cannavarro

COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA









Saúde

Dica Para Fazer o Esmalte Secar Mais Rápido

Mergulhar as mãos em água gelada é truque certeira para secar o esmalte mais rápido

18/03/2016   09:23:46

Ler Matéria

Esfoliante caseiro de açúcar renova a pele e diminui oleosidade

Esfoliação ajuda a eliminar as células mortas da superfície e a desobstruir os poros

18/12/2015   06:03:06

Ler Matéria

Zika pode ser transmitido por leite ou sêmen? Veja o que a ciência já sabe

Principal forma de transmissão do zika vírus é pelo vetor Aedes aegypt

10/12/2015   05:17:19

Ler Matéria

Manteiga: antes vilã da alimentação saudável, ela finalmente foi reabilitada

Sempre vista como vilã nas dietas, a manteiga agora assume papel de superfood

09/12/2015   06:51:14

Ler Matéria

Exercício intenso, mas sem exaustão, melhora humor de jovens, diz estudo

Pesquisa da Unifesp avaliou efeito psicológico de exercício de alta intensidade. Quando praticante atinge estado de exaustão, efeito no humor é negativo.

02/11/2015   19:47:32

Ler Matéria

Estudos sugerem que tirar mês de 'férias' do álcool faz bem para a saúde

Cientistas acreditam que um mês sem álcool já ajuda fígado a se recuperar. Pesquisa que será apresentada este mês indica benefícios de abstinência.

02/11/2015   19:30:11

Ler Matéria

Estudo explica por que você deve fugir de restaurantes que servem porções avantajadas

Cientistas do Reino Unido alertam que porções muito grandes de alimentos levam as pessoas a comer além da necessidade, aumentando o risco de doenças como câncer e obesidade

07/10/2015   06:23:24

Ler Matéria

Texto da jornalista Fernanda Gentil sobre amamentação fortalece cinco mitos sobre aleitamento materno; veja quais são

Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno exclusivo durante os seis primeiros meses de vida do bebê, média brasileira é de 54 dias

07/10/2015   06:19:22

Ler Matéria



 
   
Cadastre seu e-mail e receba novidades e promoções da Jovem Rio!






  
Copyright © 1998/2015 Todos os direitos reservados!